Família não se improvisa!

familia“Jesus entrou numa casa e os cegos aproximaram-se dele e disse: credes que eu possa fazer isso? Sim, Senhor, responderam eles. Então, ele tocou nos olhos e disse: seja feito segundo a vossa fé. No mesmo instante seus olhos se abriram” (Mt 9, 28ss)

. Jesus quer abrir os olhos de todos nós. Estamos diante de uma realidade lamentável, triste e profundamente contraditória diante dos valores do evangelho: o divórcio.

O divórcio que segundo e diante dos homens está parecendo algo cada vez mais normal. É um fenômeno destruidor das famílias. O que está acontecendo com o casamento? Na verdade, o que se percebe é que o casamento hoje é algo banalizado, por conta da maneira egoísta com que as pessoas se aproximam umas das outras, não estão muito ocupadas em construir um lar ou construir um relacionamento saudável.

Os psicólogos falam da incapacidade das pessoas de aceitar. E obviamente as pessoas não têm paciência porque estão muito ocupadas com o trabalho, com as conquistam que podem ter, portanto, sobra muito pouco tempo para cuidar um do outro, cuidar dos filhos, cuidar da casa. É por isso que a nossa sociedade vem experimentando o aumento da violência, da injustiça, o aumento das diferenças sociais; tudo isso porque a família vem sendo ignorada. Violências contra crianças têm se tornado uma coisa absurda: um ser indefeso cada dia mais tem sido agredido, e para não dizer também com respeito ao aborto.

Como as pessoas são irresponsáveis e ignoram o valor da vida, de uma forma totalmente insipiente. Estamos nos tornando ignorantes a respeito do amor. Família não se improvisa, o amor não se improvisa, e o que está acontecendo é exatamente isso: o improviso do lar, portanto, essa falência da família e, não se enganem, é também a falência da sociedade.

A família é a célula fundamental; e já dizia João Paulo II: a família é o santuário da vida. Não existindo a família, a morte prevalecerá, e tudo isso porque o homem se distancia de si mesmo. O homem é incapaz de namorar consigo, de casar-se consigo, portanto, como pode querer casar com alguém?  As pessoas estão cada vez mais distantes da verdade, porque estão distantes de Deus, por isso não podem se encontrar, não podem se conhecer, não podem realmente amarem a si mesmas, também não podem amar ninguém que está ao seu lado, assim sendo, vão trocando de parceiros, não casam com ninguém, casam com parceiros.

Pessoas que querem usufruir, tirar proveito, querem usar; depois de usar, vão trocar porque querem usar outras pessoas. As pessoas, hoje, são incapazes de se comprometerem, de se responsabilizarem umas pelas outras; isto é o que a maioria aparenta viver, sem generalizar. Parabéns para aqueles que valorizam a família! Deveriam ser assim todos os cristãos.

É lamentável ver um cristão buscar o divórcio e, ainda mais, ver algumas seitas que parecem ser cristãs, dizerem que o divórcio deve ser permitido. Jesus mesmo disse que o que Deus uniu, homem nenhum separe (Cf. Mc 10,9).

E por que Jesus disse isso? Justamente por saber que o homem, por conta do pecado, seria tentado a se separar. Mesmo vivendo bem, o pecado é a força que impulsiona a pessoa para fora de sua família, para experimentar outros vôos; vôos que não são de ressurreição, mas de morte, morte por conta do pecado. Que Deus nos ajude, nos livre de todos os males, de todos os pecados, para que possamos viver a nossa família com responsabilidade.

Que a família, a minha, a sua, e todas as famílias sejam santuário da vida e não de morte!!!

Luiz Antônio de Paula, Fundador e Moderador Geral da Comunidade Luz da Vida

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar