Seminário de vida no Espírito Santo I

banner site seminario no espirito 26 agosto ok
Convidamos você que queira viver uma experiência com o amor de Deus a participar do Seminário I que está acontecendo no auditório da Paróquia Sagrada Família, e nesta terça-feira, dia 26 de agosto. 
Serão 09 terça-feiras com pregações, orações comunitárias, pastoreio em grupo e individual.  
 
Data: 26 de agosto
Horário: 19:00h
Local: Auditório da Paróquia Sagrada Família
 
Esperamos por você e por toda a sua família!
 
 
 

Peregrinação Terra Santa e França -Outubro 2015

peri terra santa
 A Comunidade Luz da Vida juntamente com seu fundador e Moderador Geral leva você a Terra Santa e a França.
Sairemos no dia 20 de outubro de 2010 com destino a Tel-Aviv, passaremos por Cesareia Marítima, Haifa, Nazaré e pelo rio Tiberíades;
Faremos uma visita panorâmica à cidade de TelAviv, visitando Jope, com a Igreja de São Pedro (local da visão - Atos 10 ). Continuando pela costa até Cesárea, antiga capital Romana com seu Anfiteatro Romano, hipodomo e palácio de Herodes. Seguiremos a Haiffa, visita da cidade, subida ao Monte Carmelo, vista dos Jardins persas da seita Bahai , Igreja de Stella Maris e Gruta do Profeta Elias. Em seguida viagem até Nazaré e visita à Basílica da Anunciação (Missa) e Igreja de São José, com a carpintaria.. . 
 
 Faremos a travessia do Lago de Tiberíades e do Mar da Galiléia, palco e Cenário da vida pública de Jesus Cristo. Visita ao Santuário das Bem Aventuranças (Missa), às ruínas de Cafarnaun com a Sinagoga. 
 
Passaremos pela a Igreja do  Primado de Pedro e a Igreja da Multiplicação dos Pães e peixes . Iremos a Caná da Galiléia, local do primeiro milagre de Jesus .   Recordaremos junto o batismo de Jesus e renovaremos o nosso batismo nas águas do Rio Jordão. 
 
 Visitaremos o Monte Tabor, local da transfiguração de Jesus, participando ali da Santa Missa . Em seguida viagem pelo Vale do Jordão passando por BetShean em direção a Jericó, uma das cidades mais antigas do mundo, com breve parada com vista  ao Monte das Tentações. Conheceremos o Mar Morto, o lugar mais baixo do mundo, 400 metros abaixo do nível do mar, iremos a Qunran onde foram encontrados os Manuscritos do Mar Morto. Subiremos a Jerusalém pelo deserto da Judéia.  Entrada a Jerusalém  com vista e cerimônia de chegada no monte Scopus .
 
Visitaremos a Esplanada do Templo com o Domo da Rocha, a Mesquita de El Aksa, o Muro das Lamentações, a Igreja de St. Ana com as piscinas de Betesda onde Jesus curou um paralitico .Iremos  ao Monte Sião com o Cenáculo, local da última ceia de Jesus e vinda do Espírito Santo no dia de Pentecostes. 
 
Conheceremos o Túmulo do Rei David e a Basílica da Dormitio Mariae e a Igreja de Sao Pedro in Galicantu , onde o Galo cantou depois das negacoes de Pedro . À tarde seguiremos para Belém para visitar a Igreja de Santa Catarina, a Gruta de São Jerônimo e a Gruta da Estrela de Belém, local do nascimento do menino Jesus. Jantar no hotel. 
 
Visitaremos o Monte das Oliveiras, o local da Ascensão de Jesus, Igreja do Pater Noster, Capela do Dominus Flevit e Basílica da Agonia, participando aqui da Santa Missa, no Jardim das Oliveiras.. Visita ao Museu do Livro com os pergaminhos do Mar Morto e Maquete da cidade de Jerusalém do tempo de Jesus e do rei Herodes. Iremos a Ein Karen para conhecer a Igreja da Visitação de Maria, local onde Nossa Senhora pronunciou o Magnificat e em seguida a Igreja da Natividade de João Batista.  
 
Percorremos o caminho da cruz, na Via Dolorosa, rezando a via sacra, começando no Pretório de PontiusPilatus até o Calvário e  Santo Sepulcro. Aqui também participaremos da Santa Missa e visita da Basílica do Santo Sepulcro . 
Ao voltar para casa faremos ainda um City Tour em Paris, visitando a Basílica da Medalha Milagrosa e participando da Santa Missa. Iremos ainda em Lisieux, terra de Santa Teresinha do Menino Jesus.
 
 Está peregrinação será emocionante, junte-se a nós e venha viver essa experiência de profunda oração ao conhecer os lugares onde Jesus esteve, conhecendo seu povo, sua cultura e vivenciando as raízes da nossa fé.
Entre em contato connosco e parcele em até 18 vezes.
 

Jornada Mundial da Juventude 2016

bhujiop

A Comunidade Luz da Vida vai com você para a Jornada Mundial da Juventude 2016.

A única Comunidade que vai para terceira vez a JMJ. Embarque entre 24 de julho a 2 de agosto. Visitas ao Santuário da Divina Misericórdia, a cidade de São João Paulo II (Wadovice), cidade de Czestochowa - Santuário da Virgem Negra e City Tour - Varsóvia/Polônia; Cracóvia - JMJ.
Compre o seu pacote e garanta a sua viagem. As primeiras 50 pessoas ganharão um City Tour pela França! Informações no Clube da Luz pelo 32472000.

Tríduo de oração em prol da reta final da Campanha da Rádio Participe!

banner site festa maria junho ok
1º DIA: PROVIDÊNCIA DIVINA, EXPERIÊNCIA DE FÉ!
 
“A confiança que depositamos nele é esta: em tudo quanto lhe pedirmos, se for conforme à sua vontade, ele nos atenderá” (I São João 5,14).
 
A luz da solidariedade é a luz que brilha no Coração do Pai que tem olhado para o povo sofrido e tem visto a dor da miséria humana que está corrompida, machucada, ferida por estar distante de Deus, distante da salvação. Portanto, esta luz se converte em Amor encarnado para alcançar as trevas de nossa falta de fé, falta de confiança de que o nosso Deus é aquele que vê antecipadamente todas as coisas, Aquele que tudo provê, Aquele que quer salvar a humanidade!
 
Somos convidados a olhar para o Coração de Deus e enxergar a Sua misericórdia e solicitude em nos atender, somos convocados a fazer experiência de fé, a nos apropriar antecipadamente das graças, dos milagres e prodígios operados por Sua infinita bondade a nós e a todos que necessitam! Neste tríduo, além de suplicarmos pelos objetivos da Campanha da Rádio, coloquemos todos aqueles que sofrem, todos os que estão na cegueira da ausência da fé, todos os que precisam ser alcançados pela bondade divina...  Então, rezemos juntos, com confiança:
 
“Providência Santíssima do Eterno, onipotente e misericordiosíssimo Deus, que tudo tendes providenciado e providenciareis para o nosso bem, providenciai em todas as nossas necessidades, especialmente agora que é grande a nossa necessidade, assim cremos, assim esperamos, seja sempre feita a Vossa Santíssima Vontade.
Amém.” Nossa Senhora, Mãe da Divina Providência, Providenciai!
 
 Nestes três dias faremos clamor comunitário ou individual em intercessão pela Campanha da Rádio.
 
2º DIA: “BENDITO O HOMEM QUE DEPOSITA CUJA ESPERANÇA É O SENHOR” (Jer 17,7).
 
 “O Deus da esperança vos encha de toda a alegria e de toda a paz na vossa fé, para que pela virtude do Espírito Santo transbordeis de esperança!” (Romanos 15,13).
 
A luz da Solidariedade é também a luz da esperança, da certeza de que o nosso Deus é o Deus da esperança. Aqueles que fazem a experiência de esperar no Senhor não serão desamparados, terão a rica oportunidade de repousar no colo de Deus. Assim, somos chamados a refletir sobre a força do esperar no Coração de Deus, sobre a nossa capacidade de abandonar,  de nos entregar em Suas mãos...
 
De fato, hoje consigo celebrar a alegria da esperança? Permito o Espírito Santo atuar nas situações de tribulações, de angústias, de inseguranças? “Aquele que teme ao Senhor não tremerá; de nada terá medo, pois o próprio Senhor é sua esperança” (Eclo 34,16). O Senhor, verdadeiramente tem sido a minha esperança?
 
Neste tríduo, além de suplicarmos pelos objetivos da Campanha da rádio, coloquemos todos aqueles que se sentem desesperançosos, desamparados, abandonados, para que a luz da esperança adentre em seus corações promovendo a salvação para suas vidas...  Rezemos juntos, com confiança:
 
“Providência Santíssima do Eterno, onipotente e misericordiosíssimo Deus, que tudo tendes providenciado e providenciareis para o nosso bem, providenciai em todas as nossas necessidades, especialmente agora que é grande a nossa necessidade, assim cremos, assim esperamos, seja sempre feita a Vossa Santíssima Vontade.
Amém.” Nossa Senhora, Mãe da Divina Providência, Providenciai!
 Nestes três dias faremos clamor comunitário ou individual em intercessão pela Campanha da rádio.
TRÍDUO DA PROVIDÊNCIA EM PROL DA CAMPANHA DA RÁDIO
 
3º DIA: A LUZ DA SOLIDARIEDADE É A LUZ DO AMOR
 
 “Nisto temos conhecido o amor: Jesus deu sua vida por nós. Também nós outros devemos dar a nossa vida pelos nossos irmãos (I João 3,16).
 
A luz da Solidariedade é por fim a Luz do amor, é a celebração do amor concretamente em nossas vidas, de modo que esta transborde ao próximo. E nós podemos penetrar no mistério deste amor na medida em que acolhemos Jesus, a luz que ilumina todo homem, e nEle apropriamos da graça salvífica de nosso batismo – ser filho, filha de Deus, portanto somos à Sua imagem e semelhança, somos amor...
 
E como amor, não temos o direito de não amar. “A nossa vocação nos remete constantemente ao amor com que Cristo ama, por isso, nenhuma espécie de desamor pode ser cultivada em nossa alma” (Estatuto da CLV). A negação ao amor, em qualquer realidade, promove a morte gradativa do ser humano, porque me distancio da luz, me distancio da salvação.
 
Reflitamos: a solidariedade em minha vida tem sido o reflexo da minha opção pelo amor? A exemplo de Jesus, estou disposto (a) a dar a vida, a me sacrificar pelo próximo? Como tenho vivido a missão de me dedicar ao reino de Deus?
 
Louvemos a Deus por todos os frutos que já estamos colhendo do da mobilização pela continuidade de nossa rádio, e lhe supliquemos a graça de aprender a amar como Ele ama!
 
Rezemos confiantes na misericórdia divina:
“Providência Santíssima do Eterno, onipotente e misericordiosíssimo Deus, que tudo tendes providenciado e providenciareis para o nosso bem, providenciai em todas as nossas necessidades, especialmente agora que é grande a nossa necessidade, assim cremos, assim esperamos, seja sempre feita a Vossa Santíssima Vontade.
Amém.” Nossa Senhora, Mãe da Divina Providência, Providenciai!
 Nestes três dias faremos clamor comunitário ou individual em intercessão pela Campanha da rádio.
 
 

Do coração de Jesus brilha esta luz para iluminar as trevas do mundo.

entrevista fundador
CLV  - Estamos no mês das vocações, rezando por elas. A Igreja pede para que todos rezem pelas vocações. Como o senhor vê esta necessidade de rezarmos nesta intenção?
Hoje é uma necessidade profunda de rezarmos pelas vocações, até porque sabemos o quanto hoje a tecnologia, a mentalidade hedonista, materialista vêm distorcendo o verdadeiro  valor do ser humano e o distanciamento de Deus. O homem ocupado com suas coisas não têm tempo mais para rezar, não tem tempo mais para servir; e são duas fontes fundamentais  que vão fazer brilhar a vocação em nós: que é a força da oração e o servir a Deus e sua Igreja
 
CLV- Qual é o maior desafio do senhor em ser um vocacionado?
O  desafio de assumir a vontade de Deus como a maior meta da minha vida. Eu creio que não é só minha, mas é um desafio de todos os cristãos. Porém, para quem é um vocacionado a ser um missionário, e no meu caso como leigo, este é um desafio concreto, mesmo estando no mundo, viver a vontade de Deus, para isso é preciso discernir, é preciso buscar, é preciso, como nos diz a Palavra: bater até se for necessário para que o Espírito do Senhor nos conduza e nos capacite para realizarmos a sua vontade.
 
CLV - Como senhor explica esta resposta de amor: Deus o chamou por amor e o senhor respondeu por amor?
A resposta é gratidão. Ninguém que foi tocado por Deus um dia não quer agradá-Lo mais. Pelo contrário, somente quem nunca experimentou o Senhor, quem não o conheceu , ou só o conhece de ouvir falar vai ter um comportamento superficial  e infiel a Deus. Mas aquele que realmente foi tocado por Deus, quer agradá-Lo. Isto é próprio  dos dons infusos do Espírito  Santo, dos dons de santificação; o temor de Deus, o querer agradar o Senhor, de corresponder a este amor. As vocações são resultados destas respostas que vamos dando a Deus para nossa própria vocação: vocação à santidade, vocação a evangelizar, que é próprio de todo batizado. À  medida que vivemos esta resposta, a medida que está na identidade de cada um, Deus pode nos chamar para segui-Lo mais de perto.
 
CLV -Na realidade da CLV, o chamado do senhor é irrevogável?
Toda vocação a uma vida consagrada ou a uma consagração de vida, que é nosso caso, pois estamos consagrando a nossa vida para a vida missionária, para servir o nosso Deus evangelizando. O chamamento de Deus, como nos diz a Palavra, é irrevogável  e não tem como você negá-Lo. Santo Afonso Maria de Ligório diz que ninguém consegue viver a vocação à santidade, se não for dentro da sua vocação específica. Dentro da nossa identidade, está o carisma no qual devemos nos identificar. Para quem tem dentro da sua identidade um chamado específico para servir o Senhor mais de perto, testemunhá-lo  verdadeiramente, é necessário dar esta resposta. Não dando,  vive de uma forma medíocre aquilo que é próprio do evangelho, porque o evangelho não admite mediocridade. É preciso compreender que quando temos uma vocação, o único caminho é dar uma resposta positiva.
 
CLV - Senhor fala de muita autoridade da sua vocação. Há uma mistura de sentimento, há uma decisão no seu chamado? Há os dois ou são diferentes?
Todo ser humano é um ser religioso, e se é humano ele é afetivo. Só que nós precisamos em meio ao afetivo e à razão, à força de vontade, precisamos descobrir o espaço que só cabe a Deus, e este espaço é muito superior à afeto, ao sentimento, à emoção, à própria razão, e à própria vontade; Deus faz tudo isso para nos tocar. Mas quando Deus  alcança o homem é numa dimensão superior a tudo isso, Deus toca em nosso espírito, no espaço que só cabe a Ele.
 
CLV - Como é os passos de Deus na vocação Luz da Vida?
Os passos de Deus que já aconteceram podem ser mais fácil falar dele, mas os que não aconteceram não podemos falar, porque toda vocação você está correndo atrás dos planos de Deus. E quando você dá os passos que o Senhor quer, Ele sempre tem outros  maiores para que você O obedeça, siga esses passos.  Então, seguir os passos de Jesus Cristo é fazer esta leitura. A leitura de quem reconhece em Deus a maior causa de sua vida, o maior objetivo de sua vida. Então, a medida que se faz esta leitura, se começa então discernir quais os passos que devemos dar para agradar sempre o Senhor. Agradando a Deus vamos nos realizar como seres humanos.
 Olhando para a Luz da Vida, percebemos que Deus preparou de uma maneira muito simples e ao mesmo tempo muito profunda. A dificuldade é o meio em que vivemos e o que trazemos da nossa história: as nossas feridas afetivas, nossos apegos, nossos projetos pessoais que devem ser conformados com o plano de Deus e não o plano de Deus aos nossos projetos pessoais. Quando nós entendemos isso, a linguagem de Jesus que disse: aquele que quiser me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz, depois vem e me segue; se nós entendermos a linguagem da renuncia, vamos entender, claramente, o quanto somos chamados a dar nossa vida pelo Reino de Deus. Isto é vocação específica. Obviamente como leigos vamos estar mais inseridos no mundo, e é esse hoje o grande desafio das novas comunidades.
 
CLV - Qual é o centro da vocação Luz da Vida?
É o coração de Jesus. Do coração de Jesus brilha esta luz para iluminar as trevas do mundo; de onde vamos buscar para resplandecer este brilho. O brilho do coração de Cristo para salvação das famílias. 
 
CLV - Como se dá a identidade do carisma Luz da Vida?
A  identidade está dentro daquilo que é face de luz de Cristo. A leitura que fazemos é quem é Jesus Cristo Luz da Vida ; nós vamos resplandecer este brilho. Não dá para determinar quem  é Deus,então,  não dá para determinar tudo que é luz: o Deus que é luz. Deus é luz. Esta experiência de compreender a identidade do carisma é uma meta que não irá acabar enquanto o fundador estiver vivo. Este é um desafio dia após dia. Mas é importante dizer o que Deus já fez. A partir do coração de Jesus, a base teológica da nossa vocação, o olhar para nossa missão, para o objeto da nossa missão que é família, olhar para a figura de S. João da Cruz e Santa Teresa d´Ávila, olhar para riqueza teológica de S. João Paulo II; tudo isso é fundamento que vai trazendo o que Deus sonhou para este carisma. Isto está cada vez mais cristalizado, mais formatado de acordo com o que Deus sonhou, porque com o tempo e com a oração, com a busca de agradar a Deus , isto vai sendo construindo. Nós acreditamos que hoje o carisma Luz da Vida é cada vez mais claro, isto é, vai clareando, vai se aprofundando a medida que nós queremos e fazemos a nossa parte.
 
CLV - Há alguma passagem na escritura que convenceu o senhor  da vocação? Quando isso aconteceu e como?
 
 Não acredito que uma passagem bíblica vai trazer uma vocação. Ela pode ser um marco na vida de qualquer pessoa, mas só ela não faz uma vocação. A vocação é uma construção  de uma resposta positiva que uma pessoa vai dando a Deus, e chega a determinado momento que ela foi construída e preparada por isso, para a vocação pelo próprio Deus. A Luz da Vida tem passagens bíblicas que estão no estatuto, mas não há uma passagem que diz assim:  esta marcou o que é a Luz da Vida. A experiência fundamental do carisma Luz da Vida é o Coração de Jesus. O próprio Cristo diz: Eu sou a luz do mundo, que me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida. Isto é próprio do Evangelho. Reduzir o carisma Luz da Vida a esta palavra é reduzir o sentido da construção que Deus fez , o sentido histórico de tudo que Deus fez para chegar a este sim, para que nascesse a CLV.
 
 CLV - De que forma a espiritualidade Luz da Vida pode acrescentar na Igreja e na sociedade?
 
De maneira muito claro, percebemos o envolvimento das pessoas com aquilo que não é religioso, aquilo que é profano, e estão se aprofundando. O homem está se distanciando de Deus e, distanciando-se Deus, o homem se distancia de si mesmo. A grande contribuição da comunidade, com foco na missão que é evangelizar, resgatar as famílias, mas acima de tudo com uma boa formação inserida dentro da espiritualidade. Esta riqueza do conhecimento de si, de conhecer a si mesmo a partir de Jesus Cristo. Esta luz que ilumina as trevas a partir de dentro de nós, creio que esta grande sabedoria que brota do coração de Cristo para que possamos realmente trilhar este itinerário do conhecimento de si. Isto parte muito do que diz S. João Paulo II na sua primeira encíclica Redentor dos Homens. 
Em 1979, S. João Paulo II , lançou a sua primeira encíclica que diz que Jesus Cristo veio ao mundo para revelar a si mesmo, então, ninguém pode tomar posse de si, senão encontrar-se com Jesus. Esta é a luz que precisa brilhar em nosso coração, essa é a Luz da Vida: o próprio Cristo que vamos comunicar,e aí a pessoa vai se encontrar, descobrir-se, tomar posse de si a partir do Cristo que aparece na sua vida.
 CLV - E como descobrir ser vocacionado Luz da Vida?
 
A vivência do batismo é o primeiro passo. Primeira coisa: o que é viver o batismo? Viver o batismo é evangelizar e buscar a santidade. Isto está muito fora de moda hoje. As duas coisas não fazem parte da moda atual, as pessoas estão muito ocupadas de si mesmas, o egoísmo é a marca da vida das pessoas, por outro lado, as pessoas estão cada vez mais imaturas, especialmente, no quesito afetivo. A imatura afetiva é um dos grandes desafios que a vocação precisa superar, porque afetividade nunca é problema, ela é solução. No entanto, na imaturidade, as pessoas se tornam ainda mais apegadas, porque fazem dos apegos, das coisas, dos bens e até de pessoas subterfúgios porque não conseguem viver bem consigo mesmo. O grande desafio das vocações é que a pessoa não está bem vivendo só, ela acha que deve ter alguém, alguma coisa para encontrar a razão da sua existência. Isto impede a pessoa de fazer essa escuta da voz de Deus que a chama para segui-Lo. E toda vocação, e a Luz da Vida, não é diferente, é a partir da vivência do batismo: busca de santidade, que esta conformidade com  o próprio Deus, e evangelizar, anunciar o Deus que conheço, testemunhá-Lo, servindo o Senhor, a sua Igreja e o seu povo. Foi isso que aconteceu comigo, e é isso que deve acontecer com todas as pessoas. Então, quanto mais eu busco me conformar com Cristo, anunciá-Lo, eu vou descobrir de onde eu vim, quem sou eu nesse mundo, e a meta que tenho que alcançar.
CLV - Este mês estamos rezando, clamando ao Senhor pelas vocações. Há muitas pessoas que são vocacionadas, mas têm medo de assumir uma vocação; estão numa vocação, mas na verdade é outra, assim sendo, qual a orientação, a direção do senhor para estas pessoas que estão perdidas?
 
O  grande desafio para a questão vocacional é que as pessoas hoje não são formadas para a oração. Então, elas acreditam que sabem rezar. E o discernimento é o grande desafio e, hoje, estamos numa lacuna de diretores espirituais. O primeiro passo é que a pessoa aprenda a rezar e persevere na oração. Mesmo quando as coisas estiverem difíceis, que não esteja conseguindo, que ela persevere na oração, e tenha humildade de pedir uma direção espiritual. O que não é fácil de você encontrar. Um vocacionado se ele reza, se ele busca, o Senhor agirá na sua vida. Uma pessoa que tenha uma vocação medíocre, que reza só para dizer que rezou naquele dia. Não podemos rezar para isso. A Palavra de Deus nos diz: “Pelas misericórdias de Deus, oferecei vossos corpos como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, e este vosso culto espiritual. Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso espírito, para que possais discernir o que é bom, agradável, qual é a vontade de Deus” .  (Rm  12, 1-2)
 
Uma pessoa que não faz experiência autêntica com a misericórdia de Deus, ele não vai chegar à vontade de Deus, porque ele vai estar ferido. O que nos cura é a misericórdia de Deus, por isso, que S. Paulo nos diz: “pelas misericórdias de Deus” . Oferecer os nossos corpos, quando a pessoa tem a coragem de oferecer o seu corpo é porque antes ela ofereceu o seu coração, a sua alma e, talvez, o mais difícil seja o seu corpo. A compreensão  mais difícil seja o seu corpo, e talvez a última, por isso Jesus ofereceu seu corpo. E o que é oferecer o corpo? Um verdadeiro estado de castidade. 
Uma vocação cristã tem que passar necessariamente pela castidade, porque a castidade está vinculada à virtude do amor. Não existe castidade sem amor. A pessoa que não vive a castidade, não somente no sentido de abstinência sexual, mas no sentido de realmente aprender a amar, ela não vai conseguir viver uma vocação. O chamado do amor é aprender a amar como Deus ama. A beleza de uma vocação é a pessoa que se realiza num amor perfeito, acima do seu amor humano, que é o amor de Deus que vem alcançar a humanidade e capacitar a pessoa a amar como o próprio Cristo. 
 
Esta oferta do corpo é um sacrifício perfeito como diz a Palavra, e é esta oferta, esta oblação como nos ensina a Igreja é o que vai nos levar a não nos conformar com este mundo, estarmos dispostos a agradar a Deus e, se preciso for, desagradar pessoas. Por que o martírio existe? A expressão maior desta palavra é o martírio. O martírio dos apóstolos que deram sua vida pelo Reino, e tantos outros que tiveram esta coragem, porque ninguém pode tirar a vida de um cristão autêntico, porque a vida dele não pertence a ele; sua vida pertence ao próprio Deus. Esta dimensão de não conformar com o mundo, de fazer este discernimento do que é bom, do que é agradável, qual é vontade de Deus passa, a começar, pela misericórdia, pela entrega do corpo como sacrifício, obviamente do corpo que é templo do Espírito,  mas também toda sua humanidade; não se conformar com este mundo, anunciar os valores do Evangelho, e assim, descobrir a vontade de Deus. E quando se descobre a vontade de Deus, a pessoa se fortalece ainda mais para abraçar a causa do Evangelho e se entregar como oblação, como sacrifício pelo Reino de Deus.
 
Ultima mensagem que é muito importante, principalmente, para vocação leiga, porque o leigo não está acostumado a servir a Deus. Muitas pessoas acham, ainda mais na Igreja católica, que não se tem espaço para o leigo. E hoje o chamado é forte para a figura do leigo. O leigo tem espaço e que a Igreja já reconheceu e sempre reconheceu isso, e que o Espírito Santo do Senhor está chamando; ele está saindo, buscando a pessoa para que ela possa assumir este papel no mundo: Evangelizar. 
 
Gostaria de dizer, concretamente para todos que amam a família, que possam sentir este apelo no coração de seguir Jesus mais de perto, e quem O segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida.